“O político que promete eleição para administrador está enganando a população”, diz Dedé Roriz

6 dez 2017

O pré-candidato a deputado distrital pelo Avante, Dedé Roriz, concedeu entrevista ao programa Conectado ao Poder, da Rádio OK (104,1 FM), no último sábado. Dedé é sobrinho do ex-governador Joaquim Roriz. O Conectado ao Poder é apresentado por este colunista, com a participação de Rodrigo Mercúccio e Bruno Oliveira, todo sábado, das 6h às 8h. A Coluna On´s e Off´s trouxe um resumo das declarações.

Concorrência familiar

“Como sobrinho do ex-governador Roriz eu tenho uma dificuldade que todos os outros candidatos não possuem. Eu já saio de casa sabendo que eu posso ter um parente, concorrente à uma vaga de deputado distrital.”

Fofoca familiar

“Mais ou menos 5 meses atrás eu estive no gabinete da minha prima, deputada distrital Liliane Roriz, que eu apoiei em 2014 e votei em 2010, mas às vezes um grupo de assessores ficam levando informações inverídicas.”

Pratos limpos

“Após uma longa conversa com a Liliane pude esclarecer diversas fofocas que nos afastou por um período. As pessoas tentam me afastar das minhas primas porque sabem o quanto é importante o apoio familiar. Particularmente nunca houve, da minha parte, nenhum problema com minhas primas. Sempre fui dedicado à minha família. Em todas as eleições, meus parentes tiveram meu apoio. Espero ser retribuído em 2018.”

Renovação

“Prego muito a questão da renovação e tenho dito o seguinte. Tão importante quanto a renovação é ter experiência. Eu sou a renovação com tradição. Existem pesquisas que colocam o Roriz como o melhor governador do DF de todos os tempos. São 33% dos pesquisados.”

Tradição e experiência

“Sou a renovação porque nunca tive mandato e ao mesmo tempo tenho a tradição e a experiência porque acompanhei a política a minha vida inteira. Não adianta renovar por renovar e na hora H chegar lá parlamentares que não vão saber o que fazer.”

Legado

“A minha missão é defender o legado Roriz, o legado das obras e da ação social. Vou rodar as cidades criadas por meu tio: Samambaia, Recanto das Emas, Santa Maria, Riacho Fundo 1 e 2 e Sobradinho 2, e nestas cidades vou focar em resgatar o legado do Roriz.”

Prestação de contas

“Fui candidato em 2006 e tive quase 5 mil votos. Em 2010 o Roriz me chamou e pediu que eu renunciasse a minha candidatura e apoiasse a Liliane. Minha candidatura acabou sendo registrada, não fiz campanha, oficializei minha desistência e não prestei contas da minha candidatura, que acabou não acontecendo. Isso me tirou da disputa em 2014, onde mais uma vez apoiei a Liliane.”

OS

“Sou contra a instalação de Organizações Sociais na saúde pública. Porém, no caso do Instituto Hospital de Base eu torço para que dê certo. Já que o IHB foi aprovado eu jamais vou querer que algo dê errado em minha cidade.”

Administradores

“Eleição para administrador é factoide. O DF é indivisível. Só teria eleição se o DF virasse um estado com municípios, mas nesse caso não escolheríamos administradores e sim prefeitos e vereadores.”

Asfalto na fazenda

“O asfalto que chega até a fazenda da Liliane Roriz beneficiou a população de Novo Gama. O asfalto era uma demanda antiga da população, que economizou cerca de 10 quilômetros no trajeto de quem anda na região. A polêmica que tem ocorrido é por conta de passar próximo a fazenda de um político e nada mais.”

Reguffe governador

“O Reguffe prometeu cumprir seu mandato de senador até o final. Reguffe tem mantido sua palavra e por esse motivo não acredito que ele concorra ao governo nas eleições de 2018. Uma das promessas de sua campanha para o senado era cumprir todo o mandato, se ele se candidatar em 2018 será a primeira quebra de palavra em sua trajetória.”

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Blog do Sandro Gianelli, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.