Afinal, que Bitcoin é esse que todo mundo está falando?

8 jan 2018

Bartô Granja, Edição

 

Com os avanços da tecnologias e no mundo totalmente conectado em que vivemos hoje em dia não é estranho surgir a Cripto moeda, um dinheiro virtual que utiliza a criptografia em suas transações financeiras na internet. Assim como a moeda tradicional, que para evitar falsificações possui números de série ou listras ocultas em seu interior, a cripto moeda também utiliza códigos que são muito difíceis de quebrar. Um exemplo de cripto moeda é o Bitcoin.

Com o Bitcoin fazemos compras de produtos ou serviços como com o real, dólar ou qualquer tipo de dinheiro ou moeda. A diferença entre o Real e o Bitcoin é que ele não possui moeda física, existe apenas online com um código. É cada vez maior o número de pessoas que querem informações sobre a nova moeda digital. Querem saber como investir, se é seguro e se é um bom investimento.

O Bitcoin foi criado em 2009 por uma pessoa, ou grupo de pessoas identificadas por Satoshi Nakamoto. O objetivo da moeda era não sofrer intervenção de governos ou instituições, ficando livre de pressões políticas.

O Bitcoin foi criado para que apenas 21 milhões de moedas possam ser produzidas, ao contrário do dinheiro convencional, que pode ser emitido várias vezes de acordo com as necessidades dos governos. A emissão da criptomoeda é descentralizada não existindo um servidor único, qualquer pessoa que entenda de programação pode minerar um Bitcoin, mas como essa tarefa está ficando cada vez mais difícil, pode-se conseguir Bitcoins através de troca de moeda de verdade em casas de câmbio específicas.

Além do código único de cada Bitcoin a segurança também é feita por uma rede de transações chamada blockchain. Toda moeda gerada é fiscalizada por uma tecnologia que funciona como um livro de registros, onde todas as transações feitas no mundo com a moeda virtual estão registradas ali através de novos códigos que são gerados e adicionados aos códigos preexistentes dos bitcoins, tornando impossível sua falsificação. Para um hacker roubar um bitcoin, ele precisaria hackear todos os computadores da rede ao mesmo tempo

Para comprar Bitcoin você vai precisar de um CPF válido e um computador ou dispositivo móvel conectado à internet No Brasil, as plataformas mais populares para compra e venda de bitcoin são Mercado Bitcoin, Bitcointoyou e Foxbit. Não é recomendado deixar os BITCOINS na conta da plataforma de compra e venda. O ideal é criar uma carteira virtual em softwares que são baixados e rodados em seu computador para armazenar as moedas.

É válido lembrar que apesar dos Bitcoins não possuírem uma moeda física, ele requer bastante estudo e pesquisa antes de investir, como qualquer outro investimento tradicional.

 

 

Fonte: Notibras