Empresa não podia prestar serviço de táxi aéreo, segundo Anac

segunda-feira, 11 fevereiro, 2019 | 20:38

Compartilhe

Empresa responsável pelo helicóptero que vitimou o jornalista Ricardo Boechat e o piloto não tinha autorização para esse tipo de serviço, ou seja, não podia transportar passageiros mediante a um pagamento. O certificado de voo dado pela Anac era apenas para atividades como aero-fotografia e aero-reportagem. Segundo a Anac, qualquer outra atividade remunerada não poderia ser prestada. Por isso, foi aberta uma investigação para atestar a regularidade do serviço que estava sendo prestado pela empresa.

 

Redação/Foto: Rádio Globo


Deixe seu comentário