Setembro Verde conscientiza para prevenção do câncer de intestino

sábado, 8 setembro, 2018 | 00:32

Compartilhe
  • 1
    Share

O Setembro Verde conscientiza para prevenção do câncer de intestino. A intenção é alertar a sociedade sobre a importância da prevenção contra a doença e as visitas regulares ao médico que ajudam a garantir diagnósticos precoces e melhores possibilidades de tratamento.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), 670 novos casos de câncer de intestino devem ser diagnosticados no Distrito Federal ainda este ano, sendo 300 deles em homens e 370 nas mulheres. Ainda segundo o Inca, para o ano de 2018, 36.360 pessoas aqui no Brasil devem ter a doença, sendo 17.380 pacientes homens, e 18.980 pacientes mulheres.

Segundo o oncologista clínico do Instituto Onco-Vida/Oncoclínicas e membro titular da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), Nilson Correia, a alta incidência está relacionada aos maus hábitos de vida. “ Sedentarismo, tabagismo, obesidade, dieta hipercalórica, rica em alimentos embutidos e pobre em frutas e vegetais são fatores que contribuem para o câncer colorretal”, afirma o médico.

Ainda de acordo com o especialista, a faixa etária mais acometida por este tipo de câncer é a de 60 a 65 anos. Ele é o segundo tumor que mais aparece em mulheres, após o câncer de mama, e o terceiro mais comum nos homens, depois do tumor de próstata e pulmão.

O oncologista reitera que o câncer de intestino, assim como a maioria dos tumores malignos, é altamente curável quando diagnosticado na fase inicial, com faixa de cura de 90%”. Por isso, deve-se ficar atento aos sintomas e realizar a colonoscopia.

Vale ressaltar que o avanço tecnológico contribui para o tratamento de pacientes com câncer em estado avançado, fazendo com que as chances de cura aumentem. Dr. Nilson destaca que novas técnicas cirúrgicas aliadas ao surgimento de novas drogas quimioterápicas e biológicas, conduziram a um tratamento totalmente personalizado, conforme o perfil molecular do tumor.

Sintomas

Ainda de acordo com o especialista, o primeiro sintoma desta doença costuma aparecer na mudança do hábito intestinal, principalmente na constipação intestinal que antes tinha um ritmo normal. Ele afirma que com o tempo, podem surgir dores, cólicas abdominais, e à medida que o tumor cresce, podem surgir sangramentos nas fezes. O câncer de intestino se inicia, de acordo com Dr. Nilson, na maioria das vezes, a partir de doenças benignas, como pólipos intestinais que podem levar até 10 anos para se transformarem em câncer.

Medidas preventivas

– Praticar exercícios físicos regularmente

– Não fumar

– Não ingerir bebidas alcoólicas

– Não ingerir alimentos defumados, enlatados ou embutidos

– Não ingerir alimentos com corantes/e ou conservantes

– Remover pólipos no intestino, caso diagnosticados pela colonoscopia, que é indicada a todos os indivíduos acima de 45 anos.

– Iniciar rastreamento precoce da doença para indivíduos que tem histórico familiar

– Manter uma dieta rica em fibras e com pouca gordura de origem animal


Deixe seu comentário