Concurso público do Iphan oferece 411 vagas: salários de até R$ 5 mil

terça-feira, 12 junho, 2018 | 17:59

Compartilhe
  • 20
    Shares

Há oportunidades para os níveis médio e superior. Cebraspe é o responsável pela seleção.

 

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) lançou concurso público para provimento de vagas e formação e cadastro de reserva em cargos de níveis superior e médio. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), antigo Cespe, é o responsável pela seleção. O concurso inclui prova objetiva e redação.

São 104 vagas para quem possui formação de nível superior, 176 para técnico e 131 para nível médio (auxiliar institucional). Para nível superior há vagas para todos os cursos, além de outras para graduações específicas, entre elas Comunicação Social, Antropologia e Geografia.

A remuneração para técnico e nível superior é de R$ 5.035,29. Já para nível médio, R$ 3.419,97. Todas as carreiras têm jornada de 40 horas semanais.

Inscrições

A inscrição pode ser feita somente via internet, no site do Cebraspe, solicitada entre 10 horas do dia 18 de junho de 2018 e 18 horas do dia 9 de julho de 2018. Somente será admitida uma inscrição por cargo/área/UF/turno de provas.

As provas objetivas e a prova discursiva para os cargos de nível superior serão aplicadas na data provável de 26 de agosto de 2018, no turno da manhã. Para nível médio será a mesma data, mas no turno da tarde. Os locais de prova devem ser divulgados em 16 de agosto.

Mais informações no edital do concurso.

Iphan

O quadro técnico do Iphan – distribuído entre a sede em Brasília, 27 superintendências estaduais, 37 escritórios técnicos, incluindo os Parques Históricos Nacionais e seis unidades especiais – é responsável por uma ampla gama de atribuições constitucionais e legais. Entre elas, identificação, reconhecimento, salvaguarda e fiscalização do Patrimônio Cultural Nacional; proteção dos Sítios Arqueológicos e Reservas Técnicas; preservação de acervos documentais e bibliográficos; e  identificação da diversidade linguística.

Há ainda entre as atribuições a gestão do Patrimônio Genético, execução de projetos e obras de intervenção em bens e conjuntos tombados, aprovação, fiscalização e apuração de prestação de contas de Convênios e processos de Lei de Incentivo à Cultura, ações educativas, assistência técnica e monitoramento do Patrimônio Mundial, e definição da Política de Patrimônio Cultural no Brasil.


Deixe seu comentário