Metroviários decidem não entrar em greve nesta segunda (16)

domingo, 15 abril, 2018 | 23:49

Compartilhe

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do Distrito Federal (Sindmetrô-DF) a categoria está desde 2015 sem reajuste salarial

Após mais de uma semana sob o impasse de aderir ou não a uma nova greve, os metroviários aceitaram as propostas da Companhia Metropolitana do DF (Metrô) em assembleia realizada neste domingo (15), na Estação Praça do Relógio. Foram 143 votos contra 30 dos empregados. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do Distrito Federal (Sindmetrô-DF), não há previsão para novas assembleias com indicativos de paralisação.

Para este ano, as propostas patronais foram aceitas e as discussões cessaram. “A greve só aconteceria se a gente não aceitasse a proposta do GDF. Eles apresentaram uma nova na quarta-feira e a categoria resolveu aceitar”, explica o diretor do Sindmetrô, Alexandro Caldeira. Até o fechamento desta edição, a imprensa ainda não teve acesso às propostas.

Entre as propostas aceitas estão: aumento de 13% do auxílio-alimentação; criação de uma comissão paritária para a criação de um canal que viabiliza a interação dos empregados; nomeação de dois empregados no Conselho de Administração da Companhia; e redução de duas horas diárias de trabalho aos pais ou responsáveis por pessoas com necessidades especiais. A assembleia teve início às 20h e só foi decidida a não adesão da greve por volta das 22h40 de ontem.


Deixe seu comentário