Pesquisa eleitoral: o resultado que os barões da mídia recusam

quarta-feira, 26 setembro, 2018 | 19:39

Compartilhe
  • 1
    Share

Por Mino Pedrosa e Lindauro Gomes

A guerra entre os Institutos de Pesquisas na corrida eleitoral de 2018 na Capital da Republica fez com que os barões da mídia apoiassem a peso de ouro, candidatos de maior potencial econômico.

Por outro lado, a mídia digital independente formado por blogueiros e internautas impulsionam a verdade, fazendo chegar ao eleitorado que faz a diferença, a verdade nua e crua.

A discrepância no resultado entre um instituto e outro chega a confundir até os mais esclarecidos, que não consegue enxergar uma manobra ardilosa visando cobranças de faturas ao longo dos anos.

A mídia independente contrapõe as pesquisas bancadas e regadas a espumante e canapés, mostrando o verdadeiro cenário eleitoral. Os jornais local com suas baixas tiragens embrulham mercadorias de um dia para outro, mas as força da internet além de ecoar nos mais longílos grotões, deixa registrado resultados coerente com a urna no dia da votação.

O instituto de pesquisa Exata OP Opinião Pública LTDA registrou através do número DF-02176/2018 na Justiça Eleitoral, pesquisa de opinião para o governo do Distrito Federal com a divulgação autorizada para esta quarta-feira (26).

Acontece que o Instituto Exata apesar de ser o mais conceituado Instituto local e com metodologia que entrevista cerca de 3.400 pessoas com 96% de acerto não agrada com seu resultado os barões da mídia local.

A pesquisa contradiz com os resultados de outros institutos publicados hoje pelo jornal O Correio Braziliense. O Instituto que atende o Partido dos Trabalhadores, Democratas e MDB tão conceituado até ontem, é responsável pela pesquisa que circulou nas chefias de redação rechaçada devido ao seu resultado.

Recentemente a advogada e filha do governador Rodrigo Rollemberg, Gabriela Rollemberg, convocou a fiscalização do TRE para analisar a metodologia da pesquisa e ficou convencida da idoneidade das metodologia usada pelo Instituto Exata OP.

Agora é de conhecimento da mídia eletrônica e independente que fará chegar aos eleitores mais um resultado que pode confundir ou esclarecer muita coisa. Os barões da mídia degustam pesquisas manipuladas, que quando se aproximam do dia D se ajustam o resultado, buscando camuflar a discrepância ao longo das eleições.

A eleição se aproxima e vale a pena ficar com olhos bem abertos para flagrar o ajuste nos resultados para se aproximar da realidade.

A pesquisa Exata OP, desprezada pelos barões da mídia está sendo publicada agora por toda mídia eletrônica com independência.


Deixe seu comentário