Fla vence pela 1ª vez na altitude da Bolívia com atuação heroica de D.Alves…

terça-feira, 5 março, 2019 | 22:22

Compartilhe
  • 4
    Shares

O Flamengo venceu o San José-BOL por 1 a 0 na estreia na fase de grupos da Libertadores. Pode parecer pouca coisa para um dos times que mais investiu em contratações no futebol brasileiro, mas não é: foi o primeiro triunfo do clube na altitude da Bolívia, a partida foi disputada a 3,7 mil metros do nível do mar e o resultado só foi positivo graças a uma atuação heroica de Diego Alves. O goleiro foi o principal destaque do Rubro-negro, que venceu com gol Gabigol em belo passe de Bruno Henrique.

Para entender: até hoje, o Fla tinha apenas uma vitória em jogos disputados com mais de 3 mil metros de altura – em 2008, um 3 a 0 sobre o Cienciano, a 3,4 mil metros, em Cusco, no Peru. Na Bolívia, em quatro jogos na altitude, só um empate, em 2007, 2 a 2 contra o Real Potosí. Nem mesmo o Fla de Zico venceu nessas condições. Em 1983, a 3,6 mil metros do nível do mar, em La Paz, derrota por 3 a 1 para o Bolívar.

Foi, também, a primeira vitória do clube na história jogando como visitante em uma estreia na competição internacional. LDU-EQU e Peñarol-URU duelam nesta quinta-feira em Quito, no Equador, fechando a primeira rodada do Grupo D da Libertadores

Quem foi bem? Diego Alves e Bruno Henrique

A dupla foi fundamental para a vitória do Flamengo. Diego Alves, desde o primeiro minuto, teve que fazer grandes defesas para manter o time vivo na partida. A missão foi cumprida e Bruno Henrique tratou de colocar uma estrelinha dourada na atuação do time. Sem sentir os efeitos da altitude, deu passe espetacular para Gabigol abrir o placar.

Quem foi mal? Arrascaeta

O uruguaio ainda não apresentou um grande futebol com a camisa do Flamengo. Nesta terça-feira, na altitude, foi o pior em campo. O técnico Abel Braga percebeu a situação e o substituiu no intervalo por Everton Ribeiro.

Bolivianos pressionam

A pressão inicial dos donos da casa já era esperada. A postura ofensiva, no entanto, surpreendeu. Os laterais Jair Torrico e Segovia eram praticamente pontas e empurravam o Flamengo para o campo de defesa. A bola ficou rondando a área dos cariocas de maneira perigosa, mas nenhuma finalização ao gol foi feita nos primeiros minutos.

Diego assusta com pancada de longe

O Flamengo mostrava sentir a altitude. Alguns erros de passe e corridas em “marcha lenta” deixaram clara a situação. Aos 20min, o Rubro-negro chegou o pela primeira vez ao ataque. Diego recebeu e chutou de muito longe. A bola pegou muita força e saiu com perigo por cima do gol de Lampe.

Flamengo assusta nos contra-ataques

O lance animou o Flamengo, que passou a encaixar boas jogadas de contra-ataque. Apagado, Arrascaeta fez boa jogada pela direita e acionou Gabigol dentro da área. O camisa 9 chutou firme, mas isolou.

San José assusta com chutes da intermediária

Os donos da casa, então, passaram a ser mais incisivos. Se no início do jogo a bola ficou rondando a grande área, mas sem finalização, a situação mudou a partir dos 22min. Fernandez chutou da intermediária e obrigou Diego Alves a fazer grande defesa.

Diego Alves salva Flamengo

Aos poucos Diego Alves se transformou no principal jogador em campo. Aos 38min, após grande jogada pela direita, Saucedo recebeu na grande área e chutou firme para grande defesa do goleiro. No lance seguinte, o jogador brilhou novamente, mas em chute de Didi Torrico.

Times voltam em ‘marcha lenta’ para segundo tempo

O primeiro tempo foi corrido e com diversas oportunidades de gol. Os primeiros minutos da etapa complementar, no entanto, foram de times em ‘marcha lenta’, com pouca objetividade em campo. O jogo ficou preso no meio de campo com muitos toques para o lado.

Em jogada de Bruno Henrique, Gabigol abre placar

Bruno Henrique era dos raros jogadores que não sentia a altitude. Mesmo a 3,7 mil metros do nível do mar, o atacante parecia flutuar em campo. E o gol do Flamengo não sairia sem passar pelos seus pés. Ele deu assistência perfeita para Gabigol. O camisa 9 deslocou o goleiro e finalizou para fazer 1 a 0.

Vascaíno, brasileiro do San José entra bem

Marcelo Gomes é o camisa 10 do San Jose, mas começou o jogo entre os reservas. Após o intervalo, entrou em campo e mostrou ser perigoso. Antes do jogo, ele revelou ao Fox Sports ser torcedor do Vasco.

SAN JOSÉ-BOL 0 X 1 FLAMENGO

Data e hora: 05/03/2019, às 19h30 (horário de Brasília)
Local: Estádio Jesús Bermúdez, em Oruro (BOL)
Árbitro: Néstor Pitana (ARG)
Auxiliares: Diego Bonfa e Maximiliano del Yesso (ARG)
Cartões amarelo: Diego, Bruno Henrique, Diego Alves e Léo Duarte(FLA)
Gols: Gabigol, aos 14min do segundo tempo;

San José
Lampe; Segovia, Rodríguez, Toco e Jair Torrico; Didí Torrico, Fernández (Gutierrez), Hernandéz (Alessandrini) e Sanguinetti (Marcelo Gomes); Ramallo e Saucedo
Técnico: Nestor Clausen.

Flamengo
Diego Alves; Pará, Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego (Ronaldo); Bruno Henrique (Vitinho), Arrascaeta (Everton Ribeiro) e Gabigol
Técnico: Abel Braga

 

Fonte: UOL


Deixe seu comentário