Manter segredo sobre vencedores das loterias da Caixa já não faz sentido

0
3
Apostadores fazem fila em casa lotérica. A Caixa Econômica Federal sorteia hoje (08) as seis dezenas do concurso 2.149 da Mega-Sena acumulada, que deve pagar um prêmio de R$ 170 milhões.
Compartilhe

Confiamos R$3 bilhões à Caixa só este ano, sem direito de saber quem ganha

A pergunta não quer calar, e ficará sem resposta: quem afinal ganhou a mega-sena de R$289 milhões no fim de semana? Ninguém sabe, ninguém viu, exceto burocratas da área de loterias da Caixa. Somente em 2019, os brasileiros confiaram à Caixa quase R$3 bilhões (exatos R$2.851.256.908,50) com sua “fezinha” nas loterias, e são submetidos à mais grotesca falta de transparência de loterias em todo o mundo. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Fazer segredo do ganhador de loteria virou uma espécie de cláusula pétrea na Caixa, que sempre reage a projetos que acabam o sigilo.

O lobby da Caixa sempre sufoca quaisquer iniciativas no Congresso para acabar o sigilo em torno dos vencedores de loterias.

O falecido senador Gerson Camata contou certa vez à rádio BandNews que foi até ameaçado de morte ao propor o fim do sigilo nas loterias.

Os escândalos são frequentes e várias operações foram deflagradas envolvendo loterias. Mas ninguém mexe no sigilo dos ganhadores.