CORINTHIANS ENCERRA TEMPORADA PERDENDO MAIS UMA PARTIDA

domingo, 2 dezembro, 2018 | 22:34

Compartilhe
Almir Leite

O Corinthians encerrou com derrota a temporada de 2018. Perdeu por 1 a 0 para o Grêmio neste domingo, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, em jogo no qual mais uma vez mostrou toda a sua limitação e falta de ousadia. Menos mal que ao menos confirmou vaga na Copa Sul-Americana ao ficar em 13.º lugar no Campeonato Brasileiro, com 44 pontos. Os gaúchos conseguiram o que queriam: confirmar a classificação direta na Copa Libertadores, ou seja, na fase de grupos, ao terminar em quarto, com 66.

Resta à torcida do Corinthians, agora, esperar por um 2019 melhor. O treinador deve ser Fabio Carille, no lugar de Jair Ventura, cujo trabalho foi bastante fraco. E um bom reforço, ao menos, está próximo de chegar: Richard, volante que disputou o Brasileirão pelo Fluminense.

O Corinthians simplesmente não jogou no primeiro tempo. O time passou todo o tempo recuado, mais preocupado em tentar não deixar o Grêmio levar perigo ao gol de Cássio do que em buscar a criação de jogadas ofensivas. Não deu certo, claro. Os gaúchos pressionaram bastante, não demoraram muito para abrir vantagem e poderiam até ter construído uma diferença mais confortável.

Apesar de ter como objetivo apenas marcar, o Corinthians permitia ao Grêmio trocar a bola com tranquilidade, girar as jogadas de um lado para o outro e dominar completamente a partida. Assim, o primeiro gol não demorou a sair. Aos 11 minutos, os gaúchos penetraram tocando a bola, que chamou a Alisson. O atacante cruzou, a bola desviou em Henrique e Jael se antecipou a Cássio para tocar de cabeça.

O Grêmio criava chances sucessivas. Aos 14 minutos, Jael serviu Everton, que deu um drible desconcertante em Léo Santos, deixando-o estatelado no chão, e chutou na trave. Em seguida, Everton enfileirou três adversários, dentro da área corintiana, mas seu chute acabou desviado. Pouco depois, o Corinthians teve a única chance de gol na etapa, em um lance em que Romero recebeu na área, mas chutou mal, por cima.

Os donos da casa nem se coçaram. Mantiveram o domínio e continuaram rodando a área de Cássio. Aos 31 minutos, Alisson quase marcou de cabeça. O time teria ainda mais algumas oportunidades antes de a etapa terminar, todas assistidas com complacência pelos jogadores do time paulista.

O Corinthians voltou um pouco mais agressivo na etapa final, com os jogadores mais agrupados e procurando ocupar espaços no campo do Grêmio. Aos 6 minutos, Romero teve boa chance na frente de Paulo Victor, mas não conseguiu encerrar o seu jejum de gols. Os gaúchos diminuíram o ritmo, mas continuaram apostando no toque de bola e nas jogadas pelos lados do campo.

A partida ficou equilibrada, mas o nível caiu. As jogadas passaram a se concentrar mais no setor intermediário do campo, com poucos lances de penetração.

A partir dos 30 minutos, o Corinthians passou a ficar mais no campo do Grêmio, tentando atacar em busca do empate. Mas, então, o fraco poder ofensivo do time de Jair Ventura se fez presente mais uma vez: a dificuldade de concluir as jogadas, mesmo nos momentos em que o Grêmio errava, era irritante.

Se ao Corinthians falta talento, ao Grêmio, na parte final do jogo, faltou interesse. Acomodado pela vitória que lhe garantia a vaga na fase de grupos da Libertadores, esperou o tempo passar para comemorar. O time paulista, por sua vez, nada tem a festejar nesse melancólico fim de temporada. (Notibras)


Deixe seu comentário