Flamengo vence o Boavista e garante vaga na semi da Taça Guanabara

quarta-feira, 30 janeiro, 2019 | 12:05

Compartilhe

As mexidas do técnico Abel Braga no intervalo funcionaram, Flamengo venceu o Boavista por 3 a 1, no Maracanã, e garantiu vaga na semi da Taça Guanabara com antecedência. Dourado, Uribe e Rodrigo Caio balançaram a rede. Arthur
Rezende fez o do Boavista.

No domingo, buscando assegurar a primeira colocação do Grupo C, o Flamengo o encara a Cabofriense, no Maracanã, às 17h.

A ‘mistura’
O Flamengo entrou em campo com, basicamente, a escalação que encarou o Resende, há duas rodadas, mantendo o rodízio. Mas com o zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Vitinho, cumprindo a tal “mistura entre os times” que foi prometida o clássico com o Botafogo.

Pega, César!
Em jogo morno, o Rubro-Negro tomou um susto, e César evitou que,
de novo, o time saísse atrás no placar. Em contra-ataque, Lucas Perdomo
recebeu nas costas da defesa, avançou e parou no camisa 37 pegou.

Ceifou
O gol do Fla foi mais que bola na rede, foi uma redenção. Antes mesmo do jogo, a torcida já vaiava Rodinei e Vitinho. E com eles que saiu a jogada que fez Dourado abrir o placar. Rodinei foi acionado por César e achou Vitinho, que girou e carimbou o travessão. No rebote, Ceifador dominou e fez.

Lateral de novo?
Logo no começo do segundo tempo, porém, o Boavista chegou ao empate. Após cobrança de lateral pela esquerda, Arthur Rezende, sem marcação, bateu no canto esquerdo de César e igualou o marcador.

Mexeu
Abel, então, mudou o time. Colocou Bruno Henrique, Everton Ribeiro e Uribe. E, novamente, jogadores que entraram foram essenciais para a construção da vitória.

Todo mundo junto
Com a entrada de Bruno Henrique, a torcida rubro-negra pôde ver todos os reforços (além dele, Rodrigo Caio, Gabigol e Arrascaeta) em campo ao mesmo tempo.

Comemora
Após tabela com Everton Ribeiro, Trauco deixou Uribe livre para fazer o segundo. No fim, em cobrança de escanteio de Everton Ribeiro, Rodrigo Caio subiu e fez o primeiro dele pelo Fla: 3 a 1 e festa no Maracanã. (Lance.com.br)


Deixe seu comentário