Gareth Bale: de herói a moeda de troca por Neymar no Real Madrid

0
96
Compartilhe

Atacante galês está prestes a deixar o clube espanhol e pode ser envolvido em negociação com o PSG

 

O destino pode ligar Gareth Bale a Neymar novamente. No verão de 2013, os dois chegaram à Espanha por quantias milionárias e com status de futuras promessas do futebol mundial, alimentando ainda mais a rivalidade entre Real Madrid e Barcelona. Mas, apesar de terem triunfado em campo, ambos saíram pela porta de trás. O galês, na verdade, ainda não oficializou seu adeus, mas nem mesmo o técnico Zinedine Zidane fez questão de esconder: não há mais clima para Bale no Santiago Bernabéu. “Se ele for embora amanhã, melhor”, chegou a dizer Zidane, em frase bastante controversa no último fim de semana. Nesta segunda-feira, 22, o diário catalão Mundo Deportivo informou que o destino do meia canhoto pode ser o Paris Saint-Germain – numa transação envolvendo justamente Neymar, que preferiria voltar ao Barcelona, mas não descarta uma ida ao antigo rival.

Segundo o jornal, o Real Madrid enviou, há duas semanas, uma proposta de 90 milhões de euros (cerca de 378 milhões de reais) mais a cessão de Bale para ter Neymar, sonho antigo do presidente Florentino Pérez. Sabe-se, porém, que Nasser Al-Khelaifi, dono do PSG, não pretende liberar Neymar facilmente e vem tratando como “ridículas” as últimas ofertas, como a do Barcelona, que tentou repatriar o atacante por 40 milhões de euros (cerca de 168,7 milhões de reais) mais as cessões do meia Philippe Coutinho e do atacante francês Ousmane Dembélé.

O destino mais provável de Bale, por enquanto, parece ser o Beijing Gouan, time do brasileiro Renato Augusto, que, segundo o jornal inglês The Telegraph, lhe ofereceu um salário semanal de 500.000 euros (cerca de 2,1 milhões de reais por semana). O agente de Bale, Jonathan Barnett, disse não ter pressa para fechar negócio e fez duras críticas a Zidane por ter excluído o jogador do grupo de relacionados do Real Madrid para o amistoso contra o Bayern de Munique, nos Estados Unidos.

“Zidane é ingrato com Bale. Se sair é porque ele quer, não porque Zidane ou o Real Madrid o pressionaram. Ele continua sendo um dos cinco melhores do mundo e seu futuro seguirá em um grande clube”, afirmou Barnett em entrevista ao diário As. Bale, de 30 anos, tem um currículo bastante vitorioso no Real Madrid e foi protagonista em algumas das 14 taças que levantou pela equipe, incluindo quatro Ligas dos Campeões.

Seu momento de maior destaque foram os dois gols, um deles de bicicleta, na conquista do título da Champions diante do Liverpool, no ano passado. Sua relação com Zidane e também com a torcida, no entanto, jamais foi das melhores. Depois da saída do técnico francês, que passou apenas nove meses afastado do cargo, Bale admitiu ter ficado chateado com o fato de ter começado a decisão em Kiev no banco de reservas. A sequência de lesões e até o fato de não ter aprendido a falar espanhol minaram sua reputação no gigante da capital espanhola. Bale deve deixar a Espanha com 102 gols e 65 assistências em 231 jogos. (Veja.com.br)