Um estranho no Aliança

0
626
Compartilhe

 

Conforme denúncia da revista Veja em reportagem sob o título “Um Petista foi infiltrado no Aliança pelo Brasil”,  publicada neste sábado (18), a advogada do Aliança Karina Kufa, afirma que a indicação do ex-secretário petista, Roberto Matos para o posto de coordenador de assinaturas do Aliança DF foi o terceiro na hierarquia do Aliança Pelo Brasil, Luiz Felipe Belmonte.

Felipe Belmonte já atuou como advogado do ex-senador Luiz Estevão que hoje está preso. A esposa dele ocupa uma cadeira de deputada federal pelo PPS-DF, Paula Belmonte.

A questão de ter más companhias por perto vem de família, a esposa emprega em seu gabinete nada menos que o Omézio Pontes, que foi filmado recebendo dinheiro de Durval Barbosa, na Caixa de Pandora.

Felipe tenta pegar a presidência do Aliança-DF, por onde tentará eleger o Senador Izalci (PSDB-DF), e assim assumiria  a vaga de senador, por ser primeiro suplente do futuro candidato.

Paulo Roberto Matos

Entenda

Denúncias feitas pelo Bombeiros DF  pelo jeito levaram a Veja ao indicado por Karina Kufa que já foi Secretário de Defesa Civil do governo de Agnelo Queiroz (PT-DF). Bolsonaro não sabe, mas antigo aliado de Dilma esta abrigado no Aliança pelo Brasil.

Paulo Roberto Matos, ex-secretário de Defesa Civil do ex-governador petista Agnelo Queiroz, do Distrito Federal que já foi preso, é quem gerência as fichas de adesão de Aliança nos cartórios na capital Federal. E devidamente autorizado pela advogada e tesoureira do pretenso partido, Karina Kufa.

Matos já presidiu o PHS, partido que foi incorporado ao PODEMOS, que hoje é oposição de Jair Bolsonaro. Em julho de 2019 o portal Bombeiros DF já havia denunciado a nomeação de um Socialista no planalto.

Veja site VEJA: Matéria na Integra

Fonte: Revista VEJA / Defesa Civil em Ação / Bombeiros DF