Executivo da Odebrecht que delatou CUT, Aécio e Lobão é encontrado morto

0
611
Compartilhe

 

Primeiras investigações indicam que não havia sinais de arrombamento no apartamento, nem evidências de luta

 

O ex-vice-presidente da Odebrecht Henrique Valladares, delator da Operação Lava Jato, foi encontrado morto na terça-feira (17), em sua casa no Rio de Janeiro. O registro oficial da 14.ª Delegacia, no Leblon, aponta “causa indeterminada”.

As primeiras investigações indicam que não havia sinais de arrombamento no apartamento, nem evidências de luta. O corpo já foi necropsiado e liberado para a família.

Em delação premiada, há cerca de dois anos, ele acusou o atual deputado federal e ex-senador Aécio Neves e seu partido, o PSDB, de terem recebido valores do Setor de Operações Estruturadas do grupo Odebrecht. Apenas Aécio teria recebido R$ 50 milhões.

Além de ser o delator de Aécio, Valladares também acusou o ex-ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, acusado de receber R$ 5,5 milhões em propinas.

Nos dois casos, a empreiteira baiana pedia facilidades na área de energia. O executivo ainda delatou lideranças indígenas e membros da CUT.

Fonte: Diário do Poder