Príncipe Harry quebra o silêncio: ‘Triste por termos chegado a esse ponto’

0
24
Compartilhe

 

 

Duque de Sussex falou pela primeira vez sobre a decisão dele e da mulher, Meghan Markle, de se afastarem da família real.

 

príncipe Harry quebrou o silêncio neste domingo, 19, em um evento de uma instituição de caridade em Londres, sobre a decisão que tomou junto com a mulher, Meghan Markle, de se afastarem da família real britânica. Desde o anúncio do casal, no último dia 8, eles haviam se pronunciado por meio de comunicados oficiais, mas esta foi a primeira vez que o príncipe falou sobre o assunto em pessoa. Ele afirmou que a decisão não foi fácil e revelou tristeza, mas disse que “não havia outra opção”.

“O Reino Unido é minha casa e um lugar que eu amo. Isso nunca vai mudar”, disse. “Sei que vocês me conhecem bem o suficiente para que acreditem que a mulher que eu escolhi para ser minha esposa têm os mesmos valores que eu. Quando eu e Meghan nos casamos, estávamos animados, cheios de esperanças e dispostos a servir. Por isso fico muito triste por termos chegado a esse ponto.”

“A decisão que eu tomei para que eu e minha mulher deixássemos a posição de membros seniores da família real não foi fácil”, continuou. “Foram muitos meses de conversas depois de muitos anos desafiadores. E eu sei que nem sempre acertei, mas não havia outra opção.”

“Nossa esperança era de continuar servindo à rainha, a Commonwealth e minhas associações militares, mas sem financiamento público”, disse. “Infelizmente, isso não foi possível. Aceitei, sabendo que isso não muda quem eu sou ou quão comprometido sou. Mas espero que isso ajude vocês a entenderem como isso se deu, que eu afastaria a minha família de tudo o que eu conheço para dar um passo rumo ao que eu espero que seja uma vida mais calma. Eu nasci nessa vida e foi uma grande honra servir meu país e a rainha.”

“Quando eu perdi minha mãe 23 anos atrás, vocês me acolheram”, continuou. “Vocês cuidaram de mim por tempo demais, mas a imprensa é uma força poderosa, e minha esperança é que um dia o nosso apoio uns aos outros possa ser mais poderoso. Sempre vou ter o máximo respeito pela minha avó, minha comandante, e sou incrivelmente grato a ela e ao resto da minha família pelo apoio que eles deram a Meghan e a mim ao longo dos últimos meses.”

O casal reclamou diversas vezes do tratamento da imprensa e inclusive abriu processo contra a empresa dona do tabloide inglês The Daily Mail depois que o jornal publicou uma carta particular de Meghan enviada a seu pai, Thomas Markle. Na época, Harry divulgou comunicado afirmando que havia perdido a mãe e que agora via a mulher sendo vítima das mesmas “forças poderosas”. Diana, mãe de Harry, morreu em um acidente de carro ao ser perseguida por fotógrafos em Paris, em 1997.

Neste sábado, a família real anunciou que Harry e Meghan deixarão de usar o título de “alteza real” e que deixarão de receber dinheiro para o cumprimento das chamadas obrigações reais. Eles também expressaram a vontade de devolver o dinheiro público – 2,4 milhões de libras – usado na reforma do Frogmore Cottage, que vai continuar a ser a casa do casal no Reino Unido.