Brasília tecnológica, um evento para as gerações digitais

0
49
Compartilhe

Tudo pronto para o maior encontro de internet e tecnologia do país – a Campus Party, que tem a expectativa do público de 100 mil pessoas

Já se foi o tempo em que comunicação e interação eram processadas por sinais de fumaça, e os acampamentos não passavam de mera aventura selvagem no meio do nada.

O futuro é a modernidade, e uma prova dessa inovação pode ser vista na Campus Party Brasília, que caminha para sua terceira edição na cidade.

De 19 a 23 de junho, milhares de entusiastas da tecnologia e economia criativa vão agitar as dependências do estádio Mané Garrincha numa festa que ilustra bem o potencial das gerações digitais. A expectativa é que mais de 100 mil pessoas passem pelo local.

“O objetivo, este ano, é tornar a Campus Party de Brasília a maior do mundo”, disse, entusiasmado, o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal, Gilvan Máximo. “A Campus Party de São Paulo teve 9 mil pessoas e em Brasília já tivemos, até agora, em torno de 12 mil ingressos vendidos. Nossa expectativa é que este ano passe de 100 mil pessoas.”

Maior experiência tecnológica do mundo, desde 2008 a Campus Party acontece no Brasil, produzindo debates em torno de temas como inovação, criatividade, ciências, empreendedorismo e universo digital.

O  conceito básico é o de promover ambientes favoráveis para divulgar as tecnologias mais avançadas em todos os segmentos da sociedade, assim como sua aplicação e atuação nas áreas de educação, economia, trabalho e cultura digital.

Os participantes do encontro são jovens antenados no que há de mais moderno e inovador no assunto, além de empreendedores, gamers, cientistas e profissionais da área tecnológica.

Todos estão interessados em promover o intercâmbio de conhecimento num ambiente democrático e incentivador do aprendizado mútuo.

É uma confluência de ideias tão intensa que muitas das conversas elaboradas e discutidas durante o evento acabam se transformando em oportunidades de negócio.

Hackatons

O GDF estará presente nos hackatons, eventos que reúnem programadores e desenvolvedores em maratonas com objetivo de criar soluções para determinado desafio. No hackaton “Tempo de Ação”, os participantes vão trabalhar em três temas. O primeiro, “Inclusão & Proteção da Mulher do DF”, busca promover a inclusão digital das mulheres do DF para independência emocional e financeira.

O segundo, “Turismo”, vai desafiar os participantes a criar um produto capaz de captar eventos mais relevantes para a capital. O terceiro, com o tema “Transparência”, desenvolve uma plataforma para facilitar o acesso às informações do governo utilizando dados públicos. Já o hackaton “Aprender Bem”, com base na educação, trabalhará na criação e na promoção de metodologias ativas.

Atração internacional

Palestras, debates e oficinas estão entre os destaques da programação, que este ano traz como atração internacional o roqueiro inglês Bruce Dickinson. Vocalista da banda de heavy metal Iron Maiden, o artista desembarca na cidade no papel de empreendedor.

No sábado (22), a partir das 13h, ele conversa com o público sobre sua experiência como piloto de avião e à frente de empresa de manutenção de aeronaves de grande porte, como Airbus e Boeing.

O evento receberá também o segundo Fórum Internacional Educação do Futuro, que tem como objetivo debater novos modelos no segmento diante das transformações da sociedade no nosso século.

A abertura será na sexta-feira (21), às 11h15, no palco Feel The Future. Entre os temas abordados nesse ciclo de debates estão a democratização do aprendizado gerada pelo mundo digital, o processo de transição de um ensino formal para um aprendizado mais aberto e o novo papel do professor na sala de aula.

Seção gratuita, democrática e interativa da Campus Party, a Open Campus contará com várias atrações de tecnologia, educação e empreendedorismo, além de área reservada às pessoas com habilidades para desenvolver os mais diversos tipos de objetos e projetos manuais – os cultural makers. O espaço estará aberto ao público a partir de quinta-feira (20), funcionando até sábado, das 10h às 19h; e, no domingo, até as 14h.

Atualmente, a Campus Party conta com mais de 550 mil campuseiros cadastrados em todo o mundo, sendo mais de 150 mil do Brasil. Para manter essa rede sempre ativa, o Instituto Campus Party, associação sem fins lucrativos, responsável pela organização do evento, dispõe de uma plataforma que funciona como uma rede social: o campuse.ro (www.campuse.ro). A ferramenta é utilizada para integração e interface entre os campuseiros e permite acesso às transmissões ao vivo, aos conteúdos e aos vídeos de edições do evento.

Além do Brasil, a Campus Party já foi realizada em outros países, como Espanha, Holanda, México, Alemanha, Reino Unido, Argentina, Panamá, El Salvador, Costa Rica, Colômbia, Equador, Itália e Singapura.

Serviço

Campus Party Brasília 2019. De 19 a 23 de junho, no Estádio Mané Garrincha.
Horários:
Dia 19 (quarta-feira)
* 9h – Coletiva de imprensa com a organização e membros do Governo do Distrito Federal.
* 12h – Abertura dos portões para os participantes
* 19h – Abertura oficial da Campus Party Brasília
Dia 20 (quinta-feira)
*
 10h – Abertura da Open Campus, área gratuita e aberta ao público.
Dia 21 (sexta-feira)
10h – Abertura do evento, com encerramento às 20h e circulação permitida até as 21h
Dia 22 (sábado)
* 10h – Abertura do evento, com encerramento às 20h e circulação permitida até as 21h
Dia 23 (domingo)
* 10h – Abertura do evento, com encerramento às 16h e circulação permitida até as 17h

ativa de reunir mais de 100 mil pessoas

Agência Brasília/Foto: Secretaria de Turismo/Divulgação