GDF | A nova cara do Sol Nascente/Pôr do Sol

0
141

 

Prestes a completar um ano como região administrativa, a cidade é cuidada diariamente pelo GDF, que destina frentes de trabalho para dar qualidade.

 

Por Jéssica Antunes

A transformação do Sol Nascente/Pôr do Sol em região administrativa, há quase um ano, foi um marco para na realidade dos quase 90 mil habitantes. Mesmo em cenário de pandemia do novo coronavírus, há obras, melhorias e cuidados diários por todos os lados. Tudo isso é parte da integração do Governo do Distrito Federal para levar dignidade, qualidade de vida e cidadania à região que, pouco a pouco, ganha nova cara.

A dona de casa Luziene Lopes de Menezes comemora o asfalto na porta de casa

Nesta semana, a pavimentação finalmente começou a chegar na porta de Luziene Lopes de Menezes, 53 anos. Moradora do conjunto H da QSC 2 do Setor Habitacional Sol Nascente desde 2004, ela conta as dificuldades enfrentadas até aqui, com lama na época de chuva e poeira excessiva na estiagem.

“Eu não consegui que meus filhos brincassem no asfalto, mas, no futuro, sei que poderei ver meus netos andando de bicicleta, de patins, jogando bola na frente de casa”, planeja. “Agora somos vistos como pessoas, como contribuintes. Demorou, mas o asfalto veio. Nós, moradores, merecemos”, afirma a dona de casa.

Ali, serão utilizadas 294 toneladas de massa asfáltica para pavimentar os 2,8 mil metros quadrados, beneficiando 200 famílias diretamente, além de 50 mil que usam a pista como passagem. Trata-se de obra direta executada pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), que, em maio, fez o mesmo serviço no Conjunto I, com 1,4 mil metros quadrados. Para a ação, são 84 empregos diretos e indiretos.

“Tínhamos um contrato de urbanização de 2013, com obras iniciadas no ano seguinte. De lá para cá, vários problemas, inclusive judiciais, levaram à suspensão das ações e rescisão de contrato. Após isso, preocupado com a população, o governo procurou atacar prioridades de forma direta”, explica o administrador regional da cidade, José Goudim Carneiro.

Para ele, a transformação do local em região administrativa foi fundamental. “Além da credibilidade, faz com que a população se sinta respeitada com a presença do Estado em diversas frentes, inclusive neste período delicado”, aponta o gestor. Ainda que a pandemia de coronavírus tenha afetado serviços em todo o mundo, as melhorias não cessaram (veja arte abaixo).

“São grandes benefícios levados à população mais carente do DF. Quando se trabalha de forma coordenada e integrada, evita dispersão, gera economia de recursos e dá agilidade. É fundamental”, entende o presidente da Novacap, Fernando Leite. “Obras são os melhores presentes que o governo pode entregar à comunidade”, emenda.

A Novacap e a Administração Regional do Sol Nascente/Pôr do Sol contabilizam mais de seis quilômetros de asfalto no primeiro semestre do ano, além de mais de 30 mil metros quadrados de melhorias de estradas – com patrolamento, colocação de material (fresado e expurgo) e nivelamento.

Ao mesmo tempo, o GDF Presente contribui para a manutenção da cidade, com serviços de zeladoria como limpeza e recolhimentos de lixo, entulho e restos de poda, reparos de buracos nas pistas, reformas de bocas de lobo, melhorias de vias que possibilitaram, inclusive, melhor atuação da coleta de lixo.

O Polo Oeste do programa voltará à região no dia 17, com novo ciclo de cuidados. “Nós empoderamos a administração com maquinário necessário para executar ações prioritárias, agilizando atendimentos”, explica o coordenador, Elton Walcacer.

Entregas e planos

Além das melhorias realizadas dia após dia, 2020 foi um ano de entregas para a cidade. Entre elas, a Escola Classe JK, no Trecho 1, para atender mais de 900 alunos do ensino infantil e fundamental. Ali, também teve melhorias nos arredores, com a construção de uma passarela para pedestres com estrutura metálica que dá acesso ao colégio.

Na habitação, foram distribuídas 400 chaves no Empreendimento Imobiliário Parque do Sol. Agora, as redes de esgoto estão em construção no Trecho 3 do Sol Nascente e em ampliação no Pôr do Sol. Nos próximos dias, a chamada Rua do Forte deve começar a ser duplicada e o projeto da Avenida do Sol está em andamento.

Obras de urbanização

Após a suspensão das obras de infraestrutura, a Secretaria de Obras trabalha para retomar e concluir as ações na região. O projeto foi atualizado com a inclusão de ruas até então não contempladas e a licitação a contratação de empresa responsável pela continuidade dos serviços no Trecho 2 está marcada para o dia 20, com investimentos de R$ 22,5 milhões.

A pasta também se prepara para publicar o edital para contratação da empresa responsável pela elaboração dos projetos dos Trechos 1 e 3, com inclusão das ruas não contempladas no projeto original. O investimento previsto é de R$ 2,1 milhões.

 

Fotos: Tony Oliveira / Agência Brasília