Hospitais da região norte passarão por manutenção

0
82
Compartilhe

Intervenções possibilitarão a abertura de mais de 50 leitos

 

A Região de Saúde Norte, formada por Sobradinho e Planaltina, está em um processo de recuperação estrutural das unidades de saúde. Os hospitais das duas cidades estão com manutenções em andamento e outras previstas para começar ainda este semestre. A ação faz parte de um esforço do Governo do Distrito Federal para oferecer melhor assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde e condições de trabalho aos servidores.

Em visita aos hospitais das duas regiões administrativas, neste sábado (24), o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, inspecionou as instalações, conversou com pacientes, servidores, gestores locais e acompanhou o andamento das obras.

No HRPL, unidade que conta com 161 leitos ativos, foram concluídas, recentemente, nove intervenções estruturais para a retirada de infiltrações, troca de toda a tubulação do ambulatório, reativação da lavanderia, além da entrega da reforma do bloco de internação. Nesta mesma ala, no início de setembro, será iniciada a troca do piso.

“Pela segunda vez estamos fazendo uma vistoria no hospital de Planaltina para que a gente possa entender a necessidade, que vai além da execução das reformas. Estamos vendo a necessidade de equipamentos, hotelaria e recursos humanos”, frisou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, acompanhado do secretário-adjunto de Gestão em Saúde, Sérgio Luiz da Costa.

Em Planaltina, estão previstas, ainda, a reforma do banco de sangue e da Radiologia. Esta última área nunca passou por intervenções desde a construção, em 1978. Outro local que será contemplado é o Centro Obstétrico, onde nascem, em média, 300 crianças por mês. Haverá reformulação do espaço para garantir maior conforto às pacientes e o cumprimento das normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

LEITOS – Por meio da adequação da estrutura dos hospitais regionais de Planaltina e Sobradinho, o superintendente da Região de Saúde Norte, Ricardo Tavares, estima que mais de 50 leitos de clínica médica possam ser reabertos. A previsão foi anunciada durante visita do titular da pasta ao HRS.

“Somando os dois hospitais, conseguimos, com essas reformas, mais de 50 leitos, o que representa um ganho muito grande. Conseguiremos dar uma retaguarda melhor para a UPA e para os pacientes oriundos da Atenção Primária”, explicou Tavares.

As reformas a serem realizadas em Sobradinho contemplam diversos setores. O primeiro a ter alterações será a cozinha, onde são preparadas mais de mil refeições por dia. Na unidade de saúde, que possui 235 leitos, também serão feitas manutenções no telhado, no sistema de esgoto, águas pluviais, pronto-socorro e Unidade de Terapia Intensiva.

“Nós temos um levantamento, dentro de um planilhamento, de tudo o que precisa ser feito. A liberação da empresa para a realização dessas manutenções está prestes a acontecer, possivelmente nesta próxima semana”, concluiu Okumoto, após ouvir a demanda dos pacientes.

Com informações da Secretaria de Saúde/Agência Brasília/Foto: Mariana Raphael/Saúde-DF