Retaliação ao Ministro Moro

0
1086
O futuro ministro da Justiça, juiz federal Sérgio Moro, durante coletiva de imprensa após reunião com o atual ministro da pasta, Torquato Jardim.
Compartilhe

 

Por Carlos Arouck

Nesta terça-feira (12), apenas o PLN nº 33/2019 não foi aprovado dos 25 projetos de solicitação de créditos adicionais pautados para deliberação do Congresso Nacional. Fica clara a retaliação ao Ministro Sérgio Moro.

O projeto prevê, dentre outros temas, adicional de R$ 85.454.940 (oitenta e cinco milhões, quatrocentos e cinquenta e quatro mil, novecentos e quarenta reais) para o Ministério da Justiça e Segurança Pública e suas áreas.

Na Administração Direta, destina-se à aquisição de bens e softwares para o fortalecimento do Subsistema de Inteligência de Segurança Pública no apoio ao enfrentamento da criminalidade organizada; e no Fundo Nacional de Segurança Pública, à aquisição de caminhões e vans, armamento e munições reais e para treinamento, além de pagamento de diárias e passagens dos profissionais mobilizados pela Força Nacional, despesas para atuação na Operação Verde Brasil, cujo objetivo é combater incêndios na Amazônia, reestruturação e modernização das instituições por meio da aquisição de equipamentos, materiais e consumíveis para a Rede Integrada de Banco de Perfis Genéticos, ações de reaparelhamento e contratação de serviços no âmbito do Projeto Vigia, que tem por escopo contribuir para o fortalecimento da atuação integrada dos órgãos de segurança e defesa na prevenção, fiscalização e controle das fronteiras, transferência fundo a fundo relativa a despesas com a Política de Valorização dos Profissionais de Segurança Pública, incluindo a aquisição de equipamentos de proteção individual e de proteção respiratória.

* Policial federal, Carlos Arouck é formado em Direito e Administração de Empresas, instrutor de cursos na área de proteção, defesa e vigilância, consultor de cenários
políticos e de segurança pública, membro ativo de grupos ligados aos movimentos de rua.