Padre Juarez critica declarações de Ana Paula Valadão contra LGBTs

0
247

 

O apresentador de tevê e padre Juarez se pronunciou no programa Bendita Hora, na Rede Viva, contra as declarações da cantora gospel Ana Paula Valadão que disse que “a homossexualidade era pecado” e que “a AIDS seria um castigo para os gays”.

“Burra sim! Porque bastaria ver qualquer pesquisa científica vendo que não tem qualquer relação entre homossexuais com AIDS. E preconceituosa! Afastando as pessoas e levando as pessoas a considerarem o outro como se fossem doentes ou pecadores. Isso é preconceito! Talvez seja essa a doença que precisamos combater. É o preconceito! É a doença mais feia, mais horrível do que a própria AIDS”.

 

 

A declaração ocorreu na última segunda-feira (14/9) após o padre receber a mensagem de um internauta perguntando se “por ser homossexual e católico, era ou não proibido de frequentar a igreja e comungar”.

Entenda o caso

No último sábado (12), a cantora gospel Ana Paula Valadão falou, durante um culto, que não é normal ser gay e que, caso o ser humano faça algo diferente do que está escrito na Bíblia, será penalizado. “Muita gente acha que isso é normal. Isso não é normal. Deus criou o homem e a mulher e é assim que nós cremos. Qualquer outra opção sexual é uma escolha do livre arbítrio do ser humano. E qualquer escolha leva a consequências”, declarou.

Ela falou ainda que o vírus HIV é um castigo criado em razão dos gays. “A AIDS está aí para mostrar que a união sexual entre dois homens causa uma enfermidade que leva à morte”, justificou. (CB)