Recordes, cinco horas de show e ajuda social: Gusttavo Lima faz história em live

0
77
Compartilhe

 

O cantor Gusttavo Lima fez história nos últimos dias. Aproveitando a quarentena em meio à pandemia do novo coronavírus, o sertanejo montou uma estrutura de show em sua casa para fazer uma live que durou cerca de cinco horas, animando o público que participou da transmissão com um total de 100 músicas.

Ao todo, a transmissão atingiu mais de 11 milhões de pessoas, sendo 750 mil acessos simultâneos que o fizeram superar os números da cantora Beyoncé, que liderava o ranking mundial no Youtube. Além disso, o show arrecadou mais de R$ 100 mil em doações, toneladas de alimentos e estoque de álcool gel que ajudarão diversas instituições em diferentes regiões do Brasil.

Em entrevista Gusttavo falou contou sobre os bastidores da live, a expectativa para que a transmissão vire um DVD e agradeceu ao público pelos números atingidos. Confira:

Como foi a ideia de produzir essa live com uma estrutura tão grande e como foram os bastidores da operação?
Tivemos a ideia de fazer a live assim que começou essa quarentena. Tínhamos acabado de atingir a marca de 10 milhões de seguidores no nosso canal no YouTube e muita gente estava pedindo fazermos. A ideia era realizar algo bem produzido para comemorar esse resultado e proporcionar alegria e entretenimento pra galera que está em casa. Conversei com o pessoal do escritório e com o Anselmo (Troncoso) e armamos tudo via telefone, internet, WhatsApp. Em três dias, fizemos tudo. A gente só se encontrou pessoalmente mesmo no sábado à tarde durante a montagem, algumas horas antes de começarmos a transmissão. Contamos com uma equipe de uns cinco profissionais, entre técnico de som e videomakers – todos de máscara e luvas.

Foram cerca de 100 músicas cantadas em cinco horas sem perder a voz e o pique. Como foi essa preparação especial?
A preparação foi basicamente a que faço para um show ‘normal’. Até mesmo porque a base do repertório foi bem semelhante da que fazemos nos Butecos, onde a gente canta três, quatro, cinco horas.

Há a ideia de realmente fazer o show virar um DVD?
Sim, é uma ideia que estamos estudando. Pode ser que role.

Você está acostumado a fazer shows para grandes públicos presenciais. Como foi essa sensação de atingir tantas pessoas, mesmo sem que elas estivessem ali com você?
Foi bem curioso (risos). Graças a Deus, temos um público fiel, que sempre nos acompanha, e a expectativa era contar com essa turma. Conforme a transmissão foi rolando, os números foram crescendo, todos interagindo. Nossos grandes amigos e empresários começaram a fazer as doações e tudo isso foi tomando uma proporção enorme. Mesmo de longe, me senti abraçado por todos que estavam nos acompanhando do outro lado da tela.

Muitos artistas – principalmente a Marília Mendonça – estão brincando que você subiu a régua e que não vai dar para te alcançar com tantos números positivos. Como você se sente em relação a essa repercussão?
A Marília é uma grande amiga. Anteontem mesmo (segunda-feira), a gente conversou sobre a live e como nós, cantores, podemos usar da nossa visibilidade para ajudar as pessoas que precisam. Além dela, tenho conversado com outros parceiros e o objetivo é nos unirmos para continuarmos essa ação social que começou no sábado de um jeito tão espontâneo. Queremos usar a força da música nesse sentido e saber que tudo isso começou por conta da repercussão da nossa live, com certeza, enche meu coração de felicidade.

Quais são os planos para destinar as arrecadações?
Todas as arrecadações que conseguimos no último sábado serão destinadas a instituições de caridade, associações e a hospitais. Tínhamos uma lista inicial de 11 instituições, mas, como a corrente do bem aumentou muito durante a transmissão da live, vamos poder ajudar um número maior de pessoas em diversas regiões do Brasil.

O que podemos esperar para a próxima live do dia 11? Há expectativa do público será mais alta dessa vez…
Já começamos a pensar na próxima live e a expectativa é muito grande. Estaremos com outro repertório, estamos preparando tudo com bastante carinho e vamos intensificar a corrente do bem com uma atenção especial às doações.