APOIO A MEMBROS DA LAVA-JATO GARANTEM RECONDUÇÃO DA PROCURADORA-GERAL DA REPÚBLICA (PGR) RAQUEL DODGE: BOLSONARO VAI INDICÁ-LA

0
219
Compartilhe

 

Agindo como candidata à permanência no cargo de Procuradora-Geral da República, a Dra. Raquel Dodge se reuniu ontem (16/07) com membros da força-tarefa da lava-jato do Paraná envolvidos em esquemas de solicitação de dinheiro ao então Juiz Sérgio Moro da 13ª Vara Federal de Curitiba/PR.

Desde que o site The Intercept começou a divulgar conversas nada republicanas entre o ex-Juiz Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, essa é a primeira mensagem pública realizada pela candidata à recondução, Dra. Raquel Dodge, aos membros da lava-jato.

Nos bastidores, tem-se a informação que o presidente Jair Bolsonaro solicitou mais empenho da candidata Raquel Dodge em blindar seu Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. A PGR-candidata entendeu o recado presidencial e convocou a reunião de apoiamento, garantindo assim sua permanência à frente do Ministério Público da União.

Dois membros do MPU que procuraram nosso portal de notícias e que preferiram não se identificar, criticam a postura da Dra. Raquel Dodge. Eles acreditam que “o DNA do Ministério Público possui a independência como corolário inafastável” e que “o jogo político, por ela realizado, foi muito sujo porque colocou o MP em posição de subordinação ao executivo”.

Como a oposição à PGR Raquel Dodge não possui elementos mais convincentes ou não estão dispostos a ajudar na construção de um novo nome, nossas fontes garantem a permanência da Dra. Dodge à frente do MPU.

O Procurador Regional da República e presidente da ANPR, Dr. José Robalinho Cavalcanti, defende a indicação dos nomes constantes na lista tríplice da ANPR na qual a Dra. Raquel Dodge fez pouco caso ao não colocar seu nome à disposição da carreira do MPF.

 

Da Redação