Agora, Gilmar Mendes manda soltar primo de Alexandre Baldy

0
57
Compartilhe

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, mandou soltar neste sábado (8) o ex-presidente da Funasa Rodrigo Sérgio Dias, primo do secretário de Transportes de São Paulo Alexandre Baldy.

 

Os dois foram alvo da Operação Dardanários, desdobramento da Lava Jato no Rio, deflagrada na quinta-feira.

A decisão de hoje do ministro do STF foi concedida pelos mesmos motivos que levaram à ordem de soltura de Baldy, dada na noite de sexta.

Gilmar afirmou em sua decisão que a prisão temporária do secretário foi uma maneira de forçá-lo a comparecer ao “local da inquirição”.

Baldy havia sido preso na quinta-feira por ordem do juiz Marcelo Bretas, acusado de receber pelo menos R$ 1,4 milhão em propina.

De acordo com o Ministério Público Federal, Baldy, recebeu R$ 900 mil de propina para direcionar uma contratação pela Fiocruz e R$ 500 mil para interferir em nome de outra empresa em contrato com a Junta Comercial de Goiás. Seu primo é acusado de receber R$ 250 mil.