Alcolumbre pisa no acelerador para votar vetos e projetos nesta semana

0
71
Compartilhe

 

Presidente do Senado quer sessões conjuntas nesta terça-feira (5) e quarta-feira (6) para encerrar análise de vetos e votar os projetos de lei que liberam créditos extras para diversos órgãos da administração pública federal. Orçamento 2020 deverá ser aprovado antes do recesso, pelo menos segundo o regimento. A ordem é limpar a pauta.

 

O recesso parlamentar deve ocorrer em  três semanas. Deputados e senadores querem acelerar o andamento de pautas relevantes para adiantar ao máximo o início das férias. O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), planeja dar o principal passo para o encerramento dos trabalhos do ano já nesta semana.

São 23 propostas que garantem, ao todo, mais de R$ 22 bilhões a ministérios e programas governamentais. Esse dinheiro é considerado essencial para que o governo consiga honrar alguns compromissos neste final de ano e, por isso, a votação dos projetos é aguardada com tanta expectativa pelo Palácio do Planalto.

Para poder analisar tanto os vetos quanto o a liberação do crédito extra, é necessário que haja um número mínimo de deputados e senadores no plenário. E com a proximidade do recesso, convencer os parlamentares a virem a Brasília torna-se uma tarefa cada vez mais complicada.

Apesar disso, existe, neste ano, uma questão que pode contribuir com a presença dos congressistas na capital ao longo dessas últimas semanas de trabalho do ano. É a votação do Orçamento 2020. Oficialmente, os parlamentares só saem de férias depois de aprovar a lei orçamentária do ano seguinte, e antes de votá-la, é preciso zerar a pauta do Congresso.