Até o momento Globo não transmite jogos do Fla

0
65
Compartilhe

 

Nem os canais da TV fechada pertencente ao grupo transmissão das partidas do campeão da América . 

O primeiro campeonato estadual de 2020 tem início a partir deste sábado 18, com mudanças no regulamento e um claro favorito: o Flamengo, atual campeão do Rio de Janeiro, do Brasil e da América. A boa fase rubro-negra, inclusive, motivou o impasse quanto aos direitos de transmissão dos jogos do Fla com o Grupo Globo. Sem acordo com a única emissora que exibirá o campeonato, a estreia do Flamengo diante do Macaé, às 16h, não será televisionada.

Vale ressaltar que o Mengo é o maior campeão com 35 títulos (contra 31 do Fluminense, 24 do Vasco e 21 do Botafogo). Pelo jeito,  o Flamengo deixa cada vez mais claro seu desinteresse pelo Estadual.

E estreará, diante do Macaé, com uma equipe “alternativa”, formada pelo time sub-20 e atletas pouco aproveitados em 2019, já que os titulares e reservas, que disputaram o Mundial de Clubes no fim de dezembro, só retornam das férias no dia 27. Sem Jorge Jesus, o time será dirigido por Maurício Souza.

Durante a festa de lançamento do torneio, o presidente Rodolfo Landim confirmou que o Flamengo não terá, a princípio, seus jogos televisionados pela Globo, SporTV ou Premiere, que detêm os direitos de transmissão.

Segundo ele, o clube rubro-negro recebe a mesma quantia de Fluminense, Vasco e Botafogo, mas “sozinho é maior do que os outros três somados”.

“Esse contrato é antigo, de 2016, firmado em outras bases. O Flamengo tinha outro plantel. Era outro tipo de espetáculo e demanda pela audiência. Isso mudou muito ao longo dos anos. Por outro lado, acompanhamos os índices de audiência. Podemos garantir que mais da metade dos assinantes compram o Carioca por causa do Flamengo. O porcentual oferecido neste contrato é igual ao dos outros três grandes. O Flamengo sozinho é maior em termos de demandas do que os outros três somados. É muito inferior ao que achamos que o clube merece”, declarou Landim.

Regulamento novo

Houve uma importante mudança no regulamento, que diminui as chances de uma equipe ser campeã estadual sem vencer nenhum dos dois turnos.

Pela nova fórmula, serão 12 clubes divididos em dois grupos de seis times.

Na Taça Guanabara, as equipes de um grupo enfrentam as do outro. Na Taça Rio, os confrontos são entre times da mesma chave. Nos dois casos, os dois melhores de cada grupo farão uma semifinal e seus vencedores disputam o título.

Os times vencedores de cada turno farão a final do Carioca. Caso o mesmo time conquiste a Taça Rio e a Taça Guanabara, ele será o campeão direto desde que nenhuma outra agremiação tenha somado mais pontos no total dos dois turnos. O campeonato, portanto, pode ter de 15 a 17 datas. O Maracanã, que em 2020 completa 70 anos, batizará o novo do troféu da competição.