Bolsonaro deveria propor reunião do G7 em Manaus com direito a sobrevoos na floresta

0
109
Compartilhe

O presidente Jair Bolsonaro deveria acionar o Itamaraty para apoiar a realização em Manaus de uma reunião do G7, liderada pelo francês Emmanuel Macron. Com direito a voo panorâmico demorado sobre a floresta à procura de queimadas e desmatamentos.

Todos poderiam constatar, neste momento, o que testemunha um ilustre morador da cidade, o conselheiro Mário Mello, do Tribunal de Contas do Estado: “Nunca houve tão pouca fumaça como agora”, afirma categoricamente. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Mário Mello explica que em Manaus o odor de fumaça é comum, nesta época. Mas em 2019 diminuiu: “a situação hoje é bem mais amena”.

Sem proximidade ou simpatia ao governo Bolsonaro, o conselheiro está impressionado com as mentiras sobre queimadas na Amazônia.

A ignorância não é só da top Gisele Bündchen. Leonardo Di Caprio, Cristiano Ronaldo etc divulgaram fotos falsas sobre “queimadas”.

Amazonenses gostam de convidar descrentes ao Estado, impressionar-se com sua beleza e ver que quase 95% da floresta estão intactos. (DP)