Empresário diz que Witzel recebeu R$ 980 mil como juiz

0
173

 

Na denúncia apresentada contra Wilson Witzel por organização criminosa, o Ministério Público Federal citou depoimento do empresário Edson Torres, que disse que o governador afastado recebeu R$ 980 mil quando ainda era juiz federal, em 2018.

Dono de empresas que mantinham contratos com o governo do Rio nos anos 90, Edson Torres contou que se aproximou de Witzel no final de 2017. Disse que foi convidado por Pastor Everaldo para conversar sobre a viabilidade política da candidatura do então juiz ao governo.

“Logo depois da reunião, o depoente [Edson Torres] e EVERALDO conversaram a necessidade de dar um conforto e segurança financeira para o então Juiz Federal, caso ele pedisse demissão e se perdesse a eleição não teria a garantia dos vencimentos que recebia enquanto Juiz, por um período de tempo até ele se estabelecer”, disse Torres no depoimento.