Expulso, Gabigol provoca torcida do Grêmio, faz referência à goleada do Flamengo e conta até cinco

0
242
Compartilhe

 

Antes da expulsão, camisa 9 já havia se queixado de reclamações dos gremistas: “Eu pedalo, eu sou marrento. Faço gol, sou marrento”.

 

Gabigol fez um pouco de tudo na tarde deste domingo, em Porto Alegre. Foi um dos melhores em campo, marcou um gol de pênalti, discutiu com os gremistas, deu declaração polêmica no intervalo, foi expulso no segundo tempo e provocou a torcida rival, na Arena do Grêmio, mostrando a mão e contando até cinco.

Gol

No primeiro tempo, ao lado de Arrascaeta, infernizou a defesa do Grêmio e marcou o único gol da primeira etapa, em cobrança de pênalti. A saída de campo para os vestiários, também teve Gabigol como protagonista. Alguns gremistas discutiram com o atacante, autor do único gol da primeira etapa. Eles reclamaram de uma pedalada do camisa 9 rubro-negro.

Antes de ir para o intervalo, em entrevista ao Premiere, Gabriel contestou a reclamação dos gremistas, especialmente do lateral Bruno Cortez.

Expulsão e provocação

Aos 28 minutos do segundo tempo, Gabigol foi expulso. Primeiro, recebeu amarelo por reclamar do auxiliar. Irônico, o camisa 9 aplaudiu a decisão de Rafael Claus, e o árbitro mostrou o segundo amarelo e, em seguida, o vermelho.

Na saída, provocado por gremistas na arquibancada, Gabigol contou até cinco com os dedos da mão, em alusão à goleada do Flamengo por 5 a 0 sobre o Grêmio, na semifinal da Libertadores, em outubro. (G1)