PF deflagra operação e tem Renan e Eduardo Braga como alvos

0
87
Compartilhe

 

Por determinação do ministro do STF, Edson Fachin, são cumpridos 25 mandados de prisão e 30 mandados de busca e apreensão nos Estados de Santa Catarina, São Paulo, Paraná e Distrito Federal. Ministro do TCU, Vital do Rêgo, também é um dos alvos.

Polícia Federal cumpre, nesta terça-feira (05), série de mandados de busca e apreensão e medidas de sequestro de bens por determinação do Supremo Tribunal Federal, em investigação em curso que tramita na mais alta corte do Poder Judiciário Brasileiro. Atualizado às 9h24.

A Operação Saldo Negativo cumpre mandados expedidos pelo Ministro Luiz Edson Fachin. De acordo com a Revista Veja, dois senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Eduardo Braga (MDB-AM), Agentes foram até os apartamentos funcionais dos parlamentares em Brasília para intima-los. O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Vital do Rêgo, é outro alvo da operação.

É destinada a combater grupo criminoso especializado em fraudar declarações de tributos federais através de compensação com créditos falsos.

A investigação apurou que o grupo prestava assessoria tributária e vendia supostos créditos que alegava possuir, enganando os empresários com a ilusão de que poderiam compensar seus débitos com o fisco com referidos créditos, que na verdade não existiam.

São cumpridos 25 mandados de prisão e 30 mandados de busca e apreensão nos Estados de Santa Catarina, São Paulo, Paraná e Distrito Federal.

Também estão sendo cumpridos ordens de sequestro de 30 veículos, 3 motos aquáticas, 2 embarcações, 24 imóveis residenciais e comerciais, 106 lotes em um condomínio e de valores existentes em contas bancárias dos investigados até um limite de cerca de R$ 7,8 bilhões. Com informações da conta do Twitter da Polícia Federal.