PF investiga se pedófilo usou imagens para ingressar na Deep Web

0
26
Compartilhe

 

A Policia Federal acredita que o homem de 40 anos, preso na terça-feira, 04, em São Paulo, abusou dezenas vezes dos filhos de uma prima da própria mulher sem que ninguém em casa soubesse de nada. O estuprador, de 40 anos, fotografou os menores, filmou os atos e colocou os conteúdos na chamada Deep Web.

Segundo os investigadores, as vítimas eram um menino de 3 anos e uma menina de 5 anos.

O estuprador fotografou, filmou os atos e colocou na chamada Deep Web, universo que foge dos padrões conhecidos para acessar a internet.

O homem, que é casado e não tem filhos, foi detido na zona leste da cidade em uma operação conjunta da PF com a Interpol.

A mãe das crianças já tinha perdido a guarda dos filhos por mal comportamento. Os dois ficavam com uma avó e frequentavam a casa do estuprador.

O delegado Marcelo Ivo de Carvalho disse que o homem alegou interesse em entrar no mundo da Deep Web e que para isso teria que fornecer conteúdo de pedofilia. A partir de agora, as crianças serão acompanhadas por psicólogos.