Procurador tem certeza que houve vazamemto da Furna da Onça após ouvir Queiroz

0
36
Compartilhe

 

Após o depoimento do ex-assessor Fabrício Queiroz ao MPF-RJ (Ministério Público Federal do Rio) nesta quinta-feira (2), o procurador da República Eduardo Benones disse estar convencido que houve vazamento da operação Furna da Onça, da Polícia Federal. 

 

Deflagrada em novembro de 2018, a Furna da Onça investigou esquemas de corrupção no poder público fluminense e levou dez deputados estaduais do Rio à prisão. Um relatório sobre movimentações financeiras consideradas atípicas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) usado na investigação citava Queiroz e seu ex-chefe, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

A investigação sobre o vazamento foi aberta após entrevista do empresário Paulo Marinho ao jornal Folha de S. Paulo. Segundo ele, que é suplente do senador Flávio Bolsonaro, o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se beneficiou de informações passadas por um delegado da Polícia Federal, que teria avisado ao político que Queiroz aparecia nas investigações.

A Polícia Federal também conduz investigação sobre o vazamento da operação e escutou Queiroz nesta segunda-feira (29). Questionadas pela CNN, a defesa de Queiroz preferiu não se pronunciar sobre o depoimento de hoje, enquanto a defesa de Flávio Bolsonaro não respondeu até a publicação desta matéria.