Raquel terá último dia na Procuradoria-Geral da República

0
78
Compartilhe

 

Procuradora deverá ser sucedida por Augusto Aras, que será sabatinado pela CCJ do Senado. Ela pediu ontem ao STF para derrubar decretos presidenciais relativos a armas. Aras sinaliza ser necessário corrigir equívocos da Lava Jato.

 

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, terá nesta quarta-feira (18) o último dia no cargo. O subprocurador-geral da República Augusto Aras foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro. Será submetido ainda a uma sabatina por senadores para confirmação no posto.

Nesta terça-feira (17) Raquel pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para derrubar todos os decretos do presidente sobre armas e também para derrubar “qualquer ato” do poder público que configure censura ou vigilância ao trabalho de professores.

Ainda anunciou que apresentou denúncia ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra cinco pessoas por interferência nas investigações dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista dela Anderson Gomes. Também pediu ao tribunal a abertura de novo inquérito para apurar os mandantes do crime e para que toda a investigação do caso migre para o âmbito federal.

O subprocurador sinalizou que pretente levar a “Lava Jato boa” para demais tribunais para nível estadual. E defende também corrigir equívocos produzidos pela Força Tarefa da Lava Jato. Com informações do STF.