“Muito sem-vergonhismo” contra Lava Jato como nas Mãos Limpas

0
183
Compartilhe

O ex-magistrado  Antonio Di Pietro — um dos responsáveis pela Operação Mãos Limpas, na Itália e fonte de inspiração do ministro da Justiça,  Sérgio Moro —, disse que algumas acusações contra juízes e procuradores da Lava Jato, são muito sem-vergonhismo.

“No Brasil também estão recorrendo à acusação de abuso nas investigações. O crime que cometeram não pode ser justificado por acusações não comprovadas. Também fui acusado de abuso, mas fiz tudo com boa-fé. Acusar um juiz de ter cometido abusos serve para tirar a atenção da opinião pública e deslegitimar a investigação. Quando é acusada de um crime, a pessoa tem que mostrar que não cometeu, não que não gosta do juiz. É muito sem-vergonhismo”.

Pietro, depois das Mãos Limpas, se aventurou pela política, foi ministro, deputado e senador e hoje atua como advogado.

Ao que parece Moro não deve estar muito disposto a seguir os passos de Pietro, o jogo será muito bruto. Ou não?