Toffoli arquiva 12 inquéritos com origem em delação de Cabral

0
260

 

Antes de deixar a presidência do Supremo Tribunal de Federal (STF), Dias Toffoli mandou arquivar 12 inquéritos que haviam sido abertos a partir da delação de Sérgio Cabral com a Polícia Federal, informa O Globo.

As investigações haviam sido autorizadas por Edson Fachin, mas ele enviou os casos à presidência do STF para serem redistribuídos para outro ministro, por entender que os casos não tinham relação com a Lava Jato.

Toffoli então pediu manifestações da Procuradoria Geral da República. Crítico das delações fechadas pela PF, Augusto Aras recomendou o arquivamento e teve o pedido acolhido. As investigações envolviam parlamentares e ministros do STJ e do TCU.