Barcelona quer Neymar por empréstimo, mas PSG não vai aceitar, diz jornal

0
157
Compartilhe

Modelo de negociação que viabilizou a chegada de Kylian Mbappé agora é visto como desrespeitoso pelos franceses

 

A novela em torno do futuro de Neymar ainda está longe do fim. Pelo menos de acordo com o que diz o jornal Le Parisien. A publicação informa que o Paris Saint-Germain não vai aceitar a nova investida do Barcelona por seu camisa 10. A proposta dos espanhóis seria por empréstimo, o que os franceses consideram uma falta de respeito.

O problema, na prática, não é moral, e sim financeiro. Sem o dinheiro da venda de Neymar – comprado junto ao Barcelona por 222 milhões de euros em 2017 –, o Paris Saint-Germain não pode investir em outra estrela por conta da regra do fair play financeiro, que impossibilita que os europeus gastem mais do que faturam.

Além disso, parte do jogo duro da diretoria para negociar o jogador se dá pela decepção com Neymar. Segundo o Le Parisien, os dirigentes acreditam que fizeram muitos sacrifícios financeiros com as vontades do brasileiro, como o apoio à fundação Neymar Jr, ou as pomposas festas de aniversários promovidas ao craque, e não receberam nada em troca.

Falta de respeito do Barcelona ou não, o próprio PSG utilizou do artifício quando contratou o atacante Kylian Mbappé junto ao Monaco: emprestou o jogador por um ano com uma cláusula de compra obrigatória estipulada ao final da temporada – não podia pagar os 135 milhões de euros que o rival pediu justamente por causa do fair play financeiro.

Sem um acordo, Neymar continua treinando em separado dos atletas do PSG. Na estreia da equipe no Campeonato Francês, em casa, a torcida proferiu ofensas ao brasileiro e deixou claro que não há clima para que o camisa 10 continue no clube. (Veja)