Com erro de Cássio, Fluminense derrota Corinthians no Mané Garrincha

0
189
Compartilhe

 

Revés encerra uma invencibilidade de dez partidas do Corinthians no Brasileirão — eram cinco vitórias e cinco empates no campeonato.

 

Com uma “ajuda” do goleiro Cássio, o Fluminense derrotou o Corinthians por 1 a 0, neste domingo, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Paulo Henrique Ganso marcou o único gol do jogo no primeiro tempo, após uma falha grosseira de Cássio. Na última rodada, no empate por 2 a 2 contra o Ceará, o goleiro já teve atuação contestada, após sofrer um gol olímpico nos acréscimos.

O Corinthians encerra o primeiro turno com 32 pontos, dez atrás do líder Flamengo, ainda na briga pelas primeiras posições. A vitória leva o Fluminense para 18 pontos, na 16ª posição, e tira o clube carioca da zona do rebaixamento.

A derrota encerrou uma invencibilidade de dez partidas do Corinthians no Brasileirão (cinco vitórias e cinco empates). O time ainda não havia sido derrotado desde o retorno da competição após a disputa da Copa América.

Na 20ª rodada, a primeira do returno, o Corinthians enfrenta o Bahia, sábado, 19h, em Itaquera. Antes disso, porém, o time de Carille entra em campo na quarta-feira, também em seu estádio, para enfrentar o Independiente del Valle, pela primeira partida das semifinais da Copa Sul-Americana. Já o Fluminense encara o Goiás, no domingo, no Serra Dourada.

O jogo

A condição ruim do gramado do Mané Garrincha quase tirou Cássio do jogo. Durante o aquecimento, a bola tocou o solo na grande área e acertou o rosto do goleiro, que caiu no gramado e precisou de atendimento médico.

Com a bola rolando, Corinthians e Fluminense fizeram um primeiro tempo movimentado, mas de pouca criatividade e chances de gols. O lado direito corintiano com Fagner e Pedrinho, ponto forte do time de Carille, não funcionou.

Diante de um cenário de poucas chances e equilíbrio, a vantagem parcial do time carioca se deu por uma falha individual do goleiro Cássio.

A melhor chance do Corinthians na primeira etapa veio através da bola parada. Aos 7, após cobrança de escanteio, Gil cabeceou e acertou a trave de Muriel. O Fluminense também respondeu com uma jogada de bola parada. Aos 29, Nenê cobrou falta com perigo sobre o gol.

Quando a primeira etapa caminhava para o empate sem gols, Ganso arriscou um chute de fora da área, Cássio tentou encaixar a bola, mas ela bateu nos braços do goleiro e foi para as redes. Falha do goleiro corintiano.

“Fui fazer o movimento e infelizmente a bola saiu do meu braço. Foi uma falha que não pode acontecer. Mas faz parte do jogo”, reconheceu o goleiro, que negou que a bolada sofrida no rosto antes do início da partida tenha influenciado na falha que originou o gol do Fluminense. “Lógico que tomei a bolada ali, mas não tenho problema (de admitir), foi falha minha, tomei o gol e não tem o que justificar”.

No segundo tempo o Corinthians se lançou ao ataque em busca do empate e deu espaços para os contRa-ataques do Fluminense, que não aproveitou a chance de ampliar o placar.

Mesmo com maior tempo de posse de bola, o time de Carille continuou encontrando dificuldades na criação das jogadas, a ponto de o goleiro tricolor Muriel não ter praticado nenhuma defesa importante.

Carille ainda tentou aumentar o volume ofensivo com as entradas de Vagner Love e Boselli, mas não chegou ao gol de empate.

Nos acréscimos, após cobrança de falta de Jadson, Gil subiu livre de marcação, mas cabeceou para fora, acabando com as chances do empate.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 1 x 0 CORINTHIANS

FLUMINENSE: Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri Lima (Dodi), Allan (Frazan), Ganso (Pablo Dyego), Nenê e João Pedro; Yony González. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Carlos Augusto; Gabriel (Vagner Love), Júnior Urso (Jadson), Janderson, Mateus Vital, Pedrinho; Gustavo (Boselli). Técnico: Fábio Carille

GOLS – Ganso, aos 39 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).

CARTÕES AMARELOS – Júnior Urso, Nino, Yuri Lima, Muriel, Gilberto.

RENDA – R$ 1.444.560,00.

PÚBLICO – 15.733 pagantes.

LOCAL – Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Estadão Conteúdo