Grêmio faz 3 a 0, sobe no Brasileirão e deixa o Santos mais longe da liderança

0
61
Compartilhe

 

Em momento oposto ao adversário, o Grêmio só sobe na tabela de classificação do Brasileirão.

 

Há uma semana, o Santos tinha chances de ser líder ao final do primeiro turno do Campeonato Brasileiro se vencesse o Flamengo no Maracanã. Perdeu e viu o rival carioca abrir vantagem, que foi ampliada ainda mais neste sábado, na abertura do returno. Em casa, no estádio da Vila Belmiro, o time santista foi derrotado pelo Grêmio por 3 a 0, pela 20.ª rodada, e parou nos 37 pontos, ainda em terceiro lugar, agora oito atrás dos rubro-negros, que venceram o Cruzeiro em Belo Horizonte.

Em momento oposto ao adversário, o Grêmio só sobe na tabela de classificação do Brasileirão. Já são seis jogos de invencibilidade, com quatro vitórias – sendo a terceira de forma consecutiva – e dois empates. Com 31 pontos, o time que flertava com a zona de rebaixamento na parada do calendário para a disputa da Copa América, em junho e julho, já está na sétima colocação, brigando pelo G-6 – a zona de classificação para a próxima edição da Copa Libertadores.

A boa fase pode continuar no meio de semana, quando na quinta-feira enfrenta o lanterna Avaí, às 20 horas, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O Santos buscará a reabilitação fora de casa contra o Fluminense, no mesmo dia e horário, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Depois da vitória do Flamengo sobre o Cruzeiro, o Santos entrou em campo com a necessidade dos três pontos para não perder o líder do Brasileirão de vista. Logo nos primeiros instantes assumiu as rédeas da partida e foi empilhando chances. As duas primeiras, aos 12 minutos, aconteceram em chutes de Diego Pituca e Soteldo em sequência, que o goleiro Paulo Victor salvou com duas difíceis defesas seguidas.

Mesmo com o campo escorregadio por conta da chuva fina que caía na Baixada Santista, o Grêmio conseguia segurar as investidas do time paulista. Mas somente aos 42 minutos que o clube gaúcho conseguiu assustar a meta defendida pelo goleiro Everson. Everton cabeceou para fora e, já nos acréscimos, Michel perdeu mais uma chance clara.

No segundo tempo, o Santos não voltou do intervalo com a mesma intensidade e começou a dar mais espaços para o Grêmio. Logo aos cinco minutos, Everton entrou livre na área, mas chutou prensado e desperdiçou a chance, que não foi perdida pouco tempo depois. Aos nove, no rebote de uma falta na entrada da área, Luan ficou livre com a bola e chutou rasteiro por baixo de Everson para abrir o placar.

O gol gremista foi o suficiente para o Santos entrar em desespero dentro de campo. O time não conseguiu criar uma jogada ofensiva sequer e deu ainda mais espaços para o Grêmio. Nem mesmo as entradas de Uribe, Felipe Jonatan e Lucas Venuto resolveram a situação do time comandado pelo técnico argentino Jorge Sampaoli.

Armado para os contra-ataques, o Grêmio deitou e rolou na Vila Belmiro no segundo tempo. Nos minutos finais, “matou” o Santos com mais dois gols. Aos 41, Pepê tocou para Everton, que se enrolou, mas ainda conseguiu devolver para o companheiro ampliar Nos acréscimos, aos 47, foi a vez do atacante da seleção brasileira deixar o seu em chute rasteiro no canto esquerdo de Everson.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 x 3 GRÊMIO

SANTOS – Everson; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe (Felipe Jonatan) e Jorge; Alison, Diego Pituca e Carlos Sánchez (Lucas Venuto); Marinho (Uribe), Eduardo Sasha e Soteldo. Técnico: Jorge Sampaoli.

GRÊMIO – Paulo Victor; Rafael Galhardo, David Braz, Kannemann e Cortez (Juninho Capixaba); Matheus Henrique, Michel e Luan (Pepê); Alisson, Everton e Diego Tardelli (Thaciano). Técnico: Renato Gaúcho.

GOLS – Luan, aos 9, Pepê, aos 41, e Everton, aos 47 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Soteldo e Jorge Sampaoli (Santos); Everton, Michel e Diego Tardelli (Grêmio).

ÁRBITRO – Paulo Roberto Alves Júnior (PR).

RENDA – R$ 476.877,50.

PÚBLICO – 10.898 torcedores.

LOCAL – Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).