10 hábitos capilares que você precisa desaprender (suas madeixas agradecem)

0
379
Compartilhe

 

Antes de adotar novos hábitos na sua vida, é essencial se livrar daqueles que são ruins. Dessa maneira, é possível recomeçar do zero e apenas acrescentar pontos positivos na nossa rotina. O que vale para a saúde do corpo e da mente, também vale para os nossos fios. Então confira quais os 10 hábitos capilares você deve excluir agora mesmo da sua vida!

1. Dormir de cabelo molhado ou úmido

Ir para a cama com os fios molhados ou mesmo úmidos é um hábito muito ruim, pois esse ambiente de calor e umidade é propício para a proliferação de fungos, podendo causar coceira, seborreia, caspa e até mesmo queda de cabelo. Além disso, pode também promover um odor não muito bacana. Nada legal lavar o cabelo, ir para a cama com ele cheirosinho e depois acordar com aquele cheiro de cachorro molhado, né!? O mesmo vale para prender o cabelo molhado: não faça isso!

2. Passar muitas horas com o cabelo preso

Passar muitas horas com o cabelo presos todos os dias, investir em penteados muito apertados na cabeça ou usar elásticos inadequados para cabelo podem promover a quebra e até mesmo a quebra dos fios. Tente revezar entre passar algum tempinho com o cabelo preso e solto durante o dia. Além disso, opte por elásticos de silicone, ou aqueles de tecido bem molinho.

3. Subestimar a importância do condicionador

Muitas pessoas acreditam que substituir o condicionador pela máscara de hidratação durante as lavagens é mais efetivo, pois a máscara possui um tratamento mais profundo. Entretanto, a verdade é que, embora a máscara de fato trate os fios mais profundamente, o condicionador possui funções que a máscara não oferece. Ou seja, o condicionador é tão indispensável quanto à máscara. Isso porque, enquanto a máscara pode hidratar e até mesmo nutrir ou reconstruir os fios, dependendo da sua composição, o condicionador é o responsável por selar a cutícula dos fios, mantendo os nutrientes desses tratamentos dentro da fibra capilar por mais tempo. Além disso, ele proporciona fios brilhantes, alinhados e desembaraçados.

4. Ficar um longo período sem aparar as pontas dos fios

As pontas dos fios são aquelas que mais sofrem com os danos diversos que os nossos fios enfrentam. Portanto, é a parte do cabelo que sempre fica mais ressecada, embaraçada, com pontas duplas e tudo mais. Esses efeitos são capazes de promover a quebra do fio, deixando-o mais murchinho e com a aparência maltratada. Por isso, de tempos em tempos, visite o cabeleireiro para aparar as pontas.

5. Não seguir tratamentos de rotina (especialmente depois de passar por alguma química capilar)

Deixar de lado tratamentos essenciais para o fio é um erro gravíssimo. Isso porque qualquer tipo de fio necessita de hidratação, nutrição e reconstrução, todos eles. O que muda é a frequência em que vão precisar desses cuidados. No caso das madeixas que passaram por algum tipo de química capilar como descoloração ou alisamento, por exemplo, o caso é ainda mais grave. Jamais deixe de cuidar dos cabelos regularmente. Comece hoje um cronograma capilar.

6. Usar secador e/ou prancha em excesso

Usar esses tipos de ferramenta em demasia pode fazer muito mal para os fios, especialmente aqueles que já estão danificados ou ressecados. Por isso, tente criar uma rotina de uso, nada faz bem quando é exagerado, ok!?

7. Não aplicar um protetor térmico antes de usar alguma ferramenta de calor

Ainda sobre as ferramentas mencionadas anteriormente, lembre-se de aplicar um protetor térmico sempre antes de usá-las. Sempre mesmo! Somente este tipo de produto é capaz de criar uma capa protetora sobre o fio para amenizar os efeitos das altas temperaturas, evitando a queima da fibra.

8. Usar boné ou chapéu todos os dias

Nem precisamos dizer que a sua mãe estava certa se te falava isso quando você era criança, né!? Ambientes fechados e úmidos são sempre propícios à proliferação de fungos e enfermidades no couro cabeludo. Melhor evitar ou usar com moderação!

9. Lavar o cabelo em uma frequência exagerada

Do contrário do que se pensa, lavar o cabelo todos os dias ou até mesmo duas vezes ao dia, no caso de pessoas com fios oleosos, não traz nenhum benefício, muito pelo contrário. O excesso de lavagens retira toda a oleosidade natural do fio, fazendo com que as glândulas sebáceas promovam ainda mais oleosidade, provocando caspa e seborreia. O ideal é lavar o cabelo um dia sim, outro não. Caso seu cabelo não segure a limpeza por esse período por excesso de oleosidade procure um dermatologista e ele saberá lhe orientar.

10. Lavar o cabelo menos vezes do que o necessário

Pessoas com fios naturalmente mais ressecados não precisam necessariamente lavar as madeixas a cada dois dias, entretanto, isso não é desculpa para deixar os fios mega sujos. Sabemos que o cabelo cacheado ou crespo precisa dos days after para preservar a oleosidade natural, porém, fique sempre de olho para evitar que o cabelo passe muitos dias sujo, ok!? Isso também pode trazer malefícios ao couro cabeludo. (MSN)