O que posso fazer para não exagerar na comida?

0
505
Compartilhe

 

Imagine que você está no almoço de domingo da família e que seu prato favorito está sendo servido. Agora imagine que, ao invés de cair de boca com direito ao segundo prato, você fique satisfeita com uma pequena quantidade. Esta é a proposta de uma nova associação de ativos encontrados em farmácias de manipulação: não exagerar na comida.

Nossa sensação de saciedade é controlada por diversos mecanismos. Entre os principais deles estão a grelina (conhecida como hormônio da fome) e a leptina (envolvida no controle do peso corporal e popularmente chamada de hormônio da saciedade).

Quando iniciamos uma dieta ou uma reeducação alimentar, elas entram em parafuso: o estômago vazio produz mais grelina e o cérebro, alarmado pela menor ingestão de calorias, diminui a leptina. Se pra você fazer dieta é sinônimo de sofrimento por conta do apetite descontrolado, a resposta está em boa parte nesses dois hormônios! É isso o que GoBHB, um ativo que já mencionei antes aqui na minha coluna, promove!

Mas para que a perda de gordura seja otimizada, precisamos entrar com uma associação que favoreça a aceleração do metabolismo. Essa é uma das três funções de ID-alG – minha sugestão de associação com GoBHB pra quem quer emagrecer com saúde.

Nos testes, ele ajudou voluntárias a perderem 3 kg de massa gorda em 56 dias. Como? Ele é extraído da alga marrom, um superalimento por si só. Mas seu processo de extração exclusivo o torna um potente antioxidante, termogênico e, principalmente, uma chavinha que desliga as enzimas responsáveis pela absorção de carboidratos e gorduras.

Ainda não inventaram uma maquininha mágica de tirar calorias dos alimentos, mas ID-alG é o ativo natural mais próximo dessa invenção! Experimente juntar os dois para blindar sua dieta e, consequentemente, não exagerar na comida. Um te ajuda a comer menos e o outro impede que carbos e gorduras virem peso corporal e medidas e mais.

Onde encontrá-los? Nas farmácias de manipulação de todo o Brasil.

Manda Manipular! Dieta não tem que ser sinônimo de sofrimento.

Um beijo,

Claudia Coral.