Witzel libera shoppings, esportes sem público com restrições

0
290
Compartilhe

 

Em decreto publicado em edição extra do Diário Oficial do Rio na noite desta sexta-feira (5), o governado Wilson Witzel flexibiliza as medidas de isolamento social no estado do Rio já a partir deste sábado.

 

No texto, entre várias flexibilizações, está autorizado a retomada de esportes de alto rendimento sem o público, como o futebol. Para isso, as entidades deverão seguir os protocolos e serem autorizados pela secretaria de Saúde.

Também está incluso o funcionamento de shoppings centers e centro comerciais das 12h as 20 horas, com público máximo de 50%, além de outras restrições. Áreas recreação, como cinemas, continuarão fechados.

A volta do futebol e outros esportes de alto rendimento, desde que sem público, também está autorizada pelo governo.

As medidas foram anunciada no dia em que o RJ chegou a 6.473 mortes por Covid-19 e 63.066 casos

 confirmados. O estado diz, no entanto, que as decisões foram baseadas em dados que indicam a redução da pandemia no RJ (entenda abaixo).

A partir deste sábado (6), estão autorizados a funcionar pelo Governo do RJ (algumas medidas dependem também dos decretos das prefeituras):

  • Bares e restaurantes, com limite de 50% de sua capacidade (medida só seria permitida na fase 3 da prefeitura);
  • shopping centers e centros comerciais, das 12h às 20h, com limitação de 50% da capacidade, garantindo fornecimento de álcool em gel 70%. As praças de alimentação também podem reabrir, obedecendo ao limite de 50% da capacidade. Áreas de recreação, cinemas e afins, no entanto, permanecerão fechados (medida só seria permitida na fase 2 da prefeitura);
  • Equipamentos e pontos turísticos, como Cristo Redentor e Pão de Açúcar, também estão autorizados a abrir para o público, respeitando o limite de 50% de sua capacidade de lotação.
  • organizações religiosas podem funcionar, desde que seja observada a distância de 1 metro entre as pessoas;
  • parques, para a prática de esportes, desde que não haja aglomeração;
  • atividades esportivas individuais ao ar livre, inclusive em praias e lagoas, preferencialmente próximo à residência;
  • atividades esportivas de alto rendimento, como o futebol, desde que sem público e com os devidos protocolos de higienização (medida só seria permitida na fase 3 da prefeitura);
  • atividades culturais de qualquer natureza no modelo drive-in;
  • feiras livres de produtos de gênero alimentício, com restrições como distância de barracas de 1 metro e disponibilização de álcool 70%;
  • retorno gradual de transporte de passageiros